Lá Ele!

Toma lá, dá cá

Tiririca, o deputado federal mais votado do Brasil, eleito duas vez com mais de um milhão de votos, dizendo-se decepcionado e pensando em deixar a política.

“A partir do exato momento que você entra (no Congresso Nacional), ou entra no esquema ou não faz. É uma mão lava a outra. É toma lá, dá cá. Não vai mudar. O sistema é esse”.

 “Eu ainda acho que Lula foi conivente com o sistema corrupto, e minha percepção de sua história sugere que ele foi muito relaxado em relação à corrupção. Acho que ele estava tolerando a corrupção ao seu redor e não fez perguntas suficientes”.

Richard Bourne, acadêmico britânico, autor do livro Lula of Brazi. em entrevista a Camila Costa da BBC.


“Cada um com sua religião. Não venha falar sua merda aqui na minha página. Sou macumbeiro, não tenho vergonha não, pai”.

Feijão, jogador do Bahia, respondendo no Instagran à ofensa de um intolerante religioso.


“Não se deve tripudiar por questões políticas partidárias, pois os tripudiadores de hoje poderão ser tripudiados amanhã”.

Ângelo Coronel, deputado do PSD, presidente da Assembléia Legislativa da Bahia, comentando a prisão de Geddel Vieira Lima e seguindo raciocínio do ex-governador Jaques Wagner.


“O Leo (Leo Pinheiro, então presidente da OAS) estava querendo vender o apartamento. E como todo e qualquer vendedor, quer vender de qualquer jeito. Não sei se o senhor já procurou alguma casa pra morar, pra saber como o vendedor quer fazer…”

Lula, ao juiz Sergio Moro, no processo do Triplex.


João Leão e Leãozinho, implicados até pescoço.

“Estou cagando e andando na cabeça desses cornos todos”.

João Leão, vice governador da Bahia, investigado por corrupção, referindo-se a investigadores e autoridades da Operação Lava Jato, incluindo um ministro do Supremo Tribunal Federal.

Deixe uma resposta

Veja Também