Outro Olhar

MAMA ÁFRICA

Cinegrafista e fotógrafo de mão cheia, um dia Fábio Marconi foi à África e conheceu a gente da terra mãe.


Fábio Marconi

Fotógrafo, diretor de fotografia para vídeo, amante de câmeras e do seu resultado, produtor de conteúdo. 26 anos de carreira depois, ele mesmo diz que “o muito que já vi, li e registrei em imagens, com certeza se reflete na forma como vejo, e retrato o mundo, uma soma de grandes experiências”.

As imagens que Fábio produz hoje são produto de uma longa caminhada que começou em jornalismo de televisão, foi à África, depois exerceu a direção de fotografia de vídeos de publicidade, documentários e filmes curta metragem: “Tudo isso sempre misturado com a fotografia pessoal e deu no que deu. E continuará dando, afinal registrar o mundo e sua gente em imagens é o que sei e gosto de fazer”.

Fábio Marconi foi excelente cinegrafista em televisão (1988/1999), na TV Bahia, afiliada da Rede Globo. Entre muitos cursos e intercâmbios, passou a trabalhar na editoria de rede, o que significava trabalhar para os conteúdos nacionais, consequentemente, as melhores pautas e maior visibilidade.

Até o dia em que sentiu a necessidade de buscar novos horizontes. Em 2000 foi parar em Angola, no meio da guerra civil no país africano, integrando uma equipe mista de brasileiros e angolanos que fariam a assessoria de comunicação do governo em várias frentes. “Nação Coragem” era o nome do principal programa que produziu na época.  Os três anos intensos criaram um elo muito forte entre o fotógrafo/cinegrafista e o país, para onde retornaria outras vezes.

Foi durante um tempo dono de produtora de vídeo, a Olhar Filmes, onde pôde ver o mundo de um outro jeito: atrás de uma mesa com computadores e planilhas. Até retornar definitivamente para a rua, com uma máquina na cabeça e muitas ideias a fotografar.



 

 

Deixe uma resposta

Veja Também